O jornalista José Luiz Datena, âncora do Brasil Urgente da Band, foi atacado por um internauta após interagir com os seus seguidores através do Instagram - OPINATÓRIO.TV

Breaking

Publicidade

BANNER 728X90

terça-feira, 19 de maio de 2020

O jornalista José Luiz Datena, âncora do Brasil Urgente da Band, foi atacado por um internauta após interagir com os seus seguidores através do Instagram


O jornalista José Luiz Datena, âncora do Brasil Urgente da Band, foi atacado por um internauta após interagir com os seus seguidores através do Instagram, 
Datena usou suas redes sociais para fazer um questionamento aos seus seguidores. 

O jornalista perguntou como a população tem feito para lidar com o isolamento social nos últimos dias, mas recebeu uma grave acusação de um internauta.

O seguidor acusou Datena de ser “vendido”, o rapaz disse que acompanha os posicionamentos políticos do apresentador e que Datena a cada governo escolhe um lado que te convém simplesmente para não perder público,  “Você se vendeu e vai ser lindo ver Bolsonaro e você caindo juntos”, disse o rapaz na postagem.


Datena que compartilhou uma postagem própria que dizia.

“A própria população de São Paulo está fazendo a quarentena que é possível fazer: quem pode e tem condição fica em casa, e quem não pode, por necessidade, sai”, escreveu o apresentador.

Depois ele questionou: “Como está a situação da quarentena na sua cidade?”.

Devemos lembrar, que o jornalista se mostrou extremamente revoltado durante a apresentação do Brasil Urgente de ontem. Durante o programa ele criticou uma manifestante que agrediu a repórter Clarissa Oliveira em Brasília. Datena se mostrou contra qualquer tipo de opressão e atitudes anti-democráticas como a que aconteceu no fim de semana.

O apresentador não gostou nada de ver a profissional sendo agredida com a bandeira do Brasil. “É desrespeito total a uma cidadã que está realizando o seu trabalho e desrespeito total à nação brasileira, porque a bandeira é o nosso símbolo”, disparou, ao vivo. Ele chegou a avaliar que “vai sair morte já já”.

Datena deixou claro que é contra regimes obscuros e relembrou os jornalistas que já morreram por fazerem os seus trabalhos em função da informação no passodos os direitos reservados

Att; Antônio Sall

Nenhum comentário:

Postar um comentário